Os melhores apps da semana para Windows

Um novo cliente para o Twitter e apps para organizar tarefas e quadrinhos. Veja estas e outras dicas na nossa lista:

Tweeten

tweeten

Há vários apps para o Twitter na loja do Windows. O Tweeten é um pouco diferente: ele é baseado no TweetDeck, cliente oficial da rede social, o que facilita as coisas, já que a rede limitou bastante sua API ao longo dos últimos anos. Ainda em versão beta, o app está disponível como um arquivo executável em versões 32 e 64 bits, compatível com Windows 7 ou superior.

Download: Tweeten (grátis)

divisoriagizmodo

Boards by Todoist

todoist

O serviço de listas de tarefas Todoist lançou um novo app exclusivo para Windows 10. O Boards transforma suas tarefas de um projeto em cards, que podem ser movidos por colunas para indicar seu status — a fazer, em progresso ou feito — seguindo a metodologia Kanban.

Download: Boards by Todoist (grátis)

divisoriagizmodo

gMaps

gmaps

Os apps de mapas do Windows Phone, como o Here, são excelentes, mas se você prefere usar os mapas do Google, uma boa opção é o gMaps. A versão 3.4 do app, lançada esta semana, traz melhorias na velocidade e aperfeiçoamentos na interface. Além disso, o Street View agora é gratuito.

Download: gMaps (grátis)

divisoriagizmodo

Cover

cover

O leitor de quadrinhos Cover é uma ótima opção para organizar e ver suas HQs. O app gerencia seus quadrinhos, estejam os arquivos armazenados localmente ou em um serviço na nuvem, como OneDrive ou Dropbox. O Cover está disponível para PCs com Windows 8 ou superior e smartphones com Windows Phone 8. A versão grátis suporta 25 arquivos. Para expandir o limite para 250, o app cobra R$4,90; para armazenamento ilimitado, o preço é R$10,30.

Download: Cover (grátis, compras no app)

divisoriagizmodo

Tem alguma sugestão? Deixe sua dica nos comentários!

O post Os melhores apps da semana para Windows apareceu primeiro em Gizmodo Brasil.










Categorias deste post: Sem categoria

Comentários fechados

Os melhores apps da semana para Android

Um app mais leve para acessar o Facebook e recomendações de música e de passeios. Veja estas e outras dicas na nossa lista:

Metal for Facebook

metal

O app do Facebook é bem pesado, o que pode ser um problema em smartphones mais limitados. Uma alternativa é acessar a rede social pelo navegador, mas a versão mobile do Facebook é bem limitada. Se você quer algo mais completo, uma boa alternativa é o Metal for Facebook.

Ele é um wrapper, ou seja, coloca o site mobile do Facebook dentro de um aplicativo. Assim, ele traz alguns recursos extras, como menu lateral de navegação, páginas favoritas, acesso rápido a notificações e muito mais, tudo isso sendo bem leve. E, apesar do nome, ele também oferece suporte ao Twitter pelo mesmo método.

Download: Metal for Facebook (grátis)

divisoriagizmodo

Playlist a Day

Playlist a Day

Playlists são uma ótima forma de descobrir músicas novas. O Playlist a Day é um app que recomenda novas playlists feitas por humanos todos os dias. Você pode ouvir no app ou salvar na sua conta do Spotify — aliás, você vai precisar de uma conta Premium no Spotify para poder usar o app.

Download: Playlist a Day (app grátis, requer assinatura Premium do Spotify)

divisoriagizmodo

Focus

Procurando um app para organizar suas fotos? O Focus é uma ótima opção. Ele permite navegar por vários álbuns ao mesmo tempo, tem tags para você catalogar suas imagens e permite colocar senha em fotos específicas.

Infelizmente, alguns recursos, como tags personalizadas e o tema de interface escuro, estão disponíveis apenas na versão completa, que custa R$12,99. Mesmo assim, a versão gratuita oferece atrativos suficientes para fazer você pelo menos experimentar o app.

Download: Focus (grátis, R$12,99 para desbloquear todas as funções)

divisoriagizmodo

Guides by Lonely Planet

divisoriagizmodo

Tem alguma sugestão? Deixe sua dica nos comentários!

O post Os melhores apps da semana para Android apareceu primeiro em Gizmodo Brasil.










Categorias deste post: Sem categoria
Tags:
Comentários fechados

Os melhores apps da semana para iPad e iPhone

Apps com guias de viagem e playlists. Veja estas e outras dicas na nossa lista:

Guides by Lonely Planet

A Lonely Planet lançou um app excelente para você que está indo viajar. O Guides traz, como o próprio nome diz, guias feitos pelos experts da publicação, com mapas e navegação offline, roteiros de passeios, dicas de etiqueta da cultura local e muito mais.

Download: Guides by Lonely Planet (grátis)

divisoriagizmodo

Playlist a Day

Playlist a Day

Playlists são uma ótima forma de descobrir músicas novas. O Playlist a Day é um app que recomenda novas playlists feitas por humanos todos os dias. Você pode ouvir no app ou salvar na sua conta do Spotify — aliás, você vai precisar de uma conta Premium no Spotify para poder usar o app.

Download: Playlist a Day (grátis, requer assinatura Premium do Spotify)

divisoriagizmodo

Airmail

airmail

O Airmail é um cliente de email bastante competente. Ao contrário de outros apps, ele não tenta reinventar como você lida com as suas mensagens, mas traz uma lista bem longa de configurações para você deixar o app do jeito que você prefere, como ícones, cores da interface e de tags, ações rápidas e muito mais. Além disso, o Airmail se conecta com vários apps de produtividade, como Wunderlist e Trello.

Download: Airmail (US$4,99)

divisoriagizmodo

Sloth

sloth

O Sloth é um app de listas de tarefas um pouco diferente: além de anotar o que você tem que fazer, você também estima o tempo que cada atividade vai levar para ser concluída. Ele tem um relógio de contagem regressiva para você administrar seu tempo, não se distrair e cumprir seus deveres.

Download: Sloth (grátis)

divisoriagizmodo

Tem alguma sugestão? Deixe sua dica nos comentários!

O post Os melhores apps da semana para iPad e iPhone apareceu primeiro em Gizmodo Brasil.










Categorias deste post: Sem categoria
Tags: , ,
Comentários fechados

A Facebookização do Twitter: rede deve mostrar tuítes baseados em popularidade

Um dos grandes diferenciais do Twitter é o fato de mostrar os tuítes em ordem cronológica. No entanto, o microblog deve mudar a timeline da rede e fazer com que as publicações apareçam baseado em um algoritmo, segundo o BuzzFeed News. No fundo, o Twitter ficará um pouco como o Facebook e passará a priorizar conteúdos mais populares.

As mudanças devem acontecer ainda na próxima semana, de acordo com o BuzzFeed News, porém, ainda não está claro se o recurso será compulsório a todos os usuários ou opcional. O Twitter não se pronunciou oficialmente sobre as possíveis mudanças.

Desde que abriu o capital, em 2013, o Twitter implementou um monte de mudanças. Inseriu vídeos com auto-play, mudou o botão RT, fez pequenas edições na timeline com o recurso “enquanto você estava ausente”, apresentou o Periscope e, mais recentemente, lançou o Moments, uma ferramenta de storytelling através de tuítes.

A mudança na timeline seria a última grande tentativa da companhia de tornar o Twitter mais relevante. Em vez de mostrar os conteúdos mais recentes, a rede tem como objetivo exibir postagens mais populares para o usuário.

A funcionalidade, também segundo o BuzzFeed News, já está sendo testada com um número restrito de pessoas.

Entre os usuários da rede, a notícia caiu quase como uma bomba. Não faltam pessoas comentando que a “Facebookização da rede” será a morte do Twitter.

Não sei se, de fato, será a morte, mas é compreensível o movimento da companhia em promover mudanças, pois precisa ganhar mais dinheiro e novos usuários. Atualmente, a empresa fala que tem 320 milhões de tuiteiros ativos (a título de comparação, o Facebook já tem mais de 1 bilhão de usuários).

O Twitter é minha rede social favorita. No entanto, parece que é um grande clubinho fechado. Em um artigo recente, Walt Mossberg, do Re/code, chamou a chamou de “secret-handshake software”, algo que é tão complicado que, como uma sociedade secreta, apenas iniciados sabem os rituais para desbloquear seu potencial.

De fato, o Twitter pode ser difícil para usuários novos, pois o feed não para, a decisão de seguir pessoas relevantes é complicada e os comandos podem ser um pouco confusos para não iniciados: qual a diferença de um retuíte para uma citação de tuíte? Em quais ocasiões devo usar ponto antes da arroba de um usuário?

Pessoalmente, não sei se a mudança será boa. Pelo menos, mostra que a empresa não está em estado de letargia (ou que seus investidores querem retorno o quanto antes). Vamos aguardar para ver como será.

Atualizado às 14:05.

[BuzzFeed News, The Verge e Re/code]

Imagem do topo: Logotipo do Twitter no escritório da empresa em São Paulo (crédito: Divulgação)

O post A Facebookização do Twitter: rede deve mostrar tuítes baseados em popularidade apareceu primeiro em Gizmodo Brasil.










Categorias deste post: Sem categoria

Comentários fechados

Os melhores jogos da semana para smartphones e tablets

Não vai pular carnaval? Ou quer um joguinho bacana para passar o tempo durante uma viagem longa? Nesta semana, tivemos um grande lançamento da Square-Enix e um novo jogo para fãs dos Vingadores, entre outras coisas. Confira nossas dicas desta semana de jogos para seu smartphone e tablet.

divisoriagizmodo

Adventures of Mana

Plataformas: iOS (US$ 13,99), Android (R$ 47,83)

A série de RPGs Mana teve seu auge na época do Super Nintendo, mas ela surgiu no Game Boy, na forma de um jogo que, nos EUA, ficou conhecido como Final Fantasy Adventure. Agora esse mesmo jogo foi totalmente refeito para smartphones e tablets e lançado com o nome de Adventures of Mana: um RPG de ação clássico para fãs do gênero. É um jogo caro, mas é um jogo especial. Apesar da página na Play Store estar em japonês, o jogo está em inglês.

divisoriagizmodo

Marvel Avengers Academy

Plataformas: Android, iOS (grátis)

Crie sua própria academia de super heróis da Marvel e envie os personagens conhecidos dos Vingadores para missões diversas neste jogo que é muito mais sobre o gerenciamento da base de heróis do que sobre ação.

divisoriagizmodo

Space Grunts

Plataformas: Android (R$ 8,66), iOS (US$ 1,99)

Encontre seu caminho em uma base lunar e descubra o que aconteceu no satélite que está enviando um sinal estranho para a federação espacial. Enfrente robôs, alienas, drones de segurança e mais neste jogo retrô que mistura ação com turnos.

divisoriagizmodo

Dreii

Plataformas: iOS (US$ 3,99), Android (R$ 15,03)

Um jogo colaborativo multiplataforma (também está disponível em consoles e PC) chega ao Android e iOS. Dreii é um puzzle que permite buscar outras pessoas para jogar em tempo real e conseguir solucionar todos os desafios que ele apresenta. Você pode jogar no seu Android com alguém que esteja no iPhone, ou até mesmo em PCs.

divisoriagizmodo

Revenant Dogma

Plataforma: Android – Normal (grátis), Premium (R$ 4,99)

Um RPG com batalhas em 3D produzido pela Kemco, Revenant Dogma foi lançado em duas versões: uma, gratuita, contém conteúdo opcional para ser adquirido; enquanto a outra, premium, tem tudo desbloqueado. O jogo segue um estilo bem tradicional de RPG por turnos com diferentes poderes para os diferentes personagens controláveis.

divisoriagizmodo

Sabe de algum jogo que não apareceu na nossa lista? Deixe sua sugestão nos comentários abaixo!

O post Os melhores jogos da semana para smartphones e tablets apareceu primeiro em Gizmodo Brasil.










Categorias deste post: Sem categoria

Comentários fechados

Super Bowl 50: GoPro estreia ao som de “Blitzkrieg Bop” do Ramones

GoPro

Comercial exibe cenas gravadas pelos próprios consumidores

> LEIA MAIS: Super Bowl 50: GoPro estreia ao som de “Blitzkrieg Bop” do Ramones

Brainstorm9Post originalmente publicado no B9
Twitter | Facebook | Contato | Anuncie

Categorias deste post: Sem categoria

Comentários fechados

Simular um universo em um supercomputador é bem complicado

O EAGLE Project é uma tentativa de simular um universo dentro de um supercomputador. Sim, isso é tão complicado quanto parece.

O projeto, abrigado pela Universidade de Durham, no Reino Unido, está tentando entender como as galáxias se formam e evoluem. Ele começa usando as informações básicas coletadas da radiação cósmica de fundo em micro-ondas pelo satélite Planck, e então deixa a gravidade “fazer sua mágica”.

O EAGLE é uma das maiores simulações hidrodinâmicas do mundo — usa 7 bilhões de partículas para mapear galáxias, e levou um mês e meio para ser executada pelo supercomputador DiRAC-2, em Durham.

Michelle Furlong, pós-doutoranda do Instituto de Cosmologia Computacional da Universidade de Durham, fala um pouco sobre o trabalho:

A simulação é de 300 milhões de anos-luz por lado. As partículas na simulação são do tamanho de um milhões de Sóis. Isso quer dizer que uma galáxia, digamos, do tamanho da Via Láctea, seria do tamanho de 10 mil partículas. Nós executamos a simulação com 4.096 núcleos. Levou 43 dias para rodar. Acho que levaria 300 anos para rodar, se você conseguisse, em um laptop comum.

Jaime Salcido, doutorando do Instituto de Cosmologia Computacional da Universidade de Durham, explica a importância da simulação:

Como teóricos, um dos objetivos principais é reproduzir o universo observável. Então, uma das coisas mais legais sobre a simulação é que nós podemos usá-la para prever algumas coisas que podem ser observadas com telescópios reais. Nós falamos com astrônomos que usam os telescópios mais recentes, assim eles podem testar nossas teorias com observações reais.

[YouTube]

O post Simular um universo em um supercomputador é bem complicado apareceu primeiro em Gizmodo Brasil.










Categorias deste post: Sem categoria

Comentários fechados

Mamilos 55 – Mudanças no ICMS, SAG Awards e carnaval

Capa_Mamilos_55

Bem vindos ao programa em ritmo de festa com as dicas pra aproveitar muito o carnaval. Mas antes de cair na folia a Mi Sopper vai conversar um pouco sobre o impacto das alterações no ICMS no ecommerce e vamos estourar a champagne para comemorar a vitória absoluta da diversidade no SAG AWARDS. Prepare seu […]

> LEIA MAIS: Mamilos 55 – Mudanças no ICMS, SAG Awards e carnaval

Brainstorm9Post originalmente publicado no B9
Twitter | Facebook | Contato | Anuncie

Categorias deste post: Sem categoria

Comentários fechados

Como encontrar seu celular perdido

Ih, aconteceu: não só você está com uma forte ressaca da noite passada, como não consegue encontrar o celular. Será que ele ficou no bar? No táxi? Na sarjeta? Quem sabe! Mas não se desespere, há uma série de apps que sabem. Veja como encontrar o seu celular quando ele desaparecer.

Estas dicas e apps vão fazer o possível para que você recupere seu dispositivo. Ou, se a perda for permanente, eles garantem que ninguém terá acesso às informações dentro dele.

Android

gerenciador dispositivos 2016

Gerenciador de Dispositivos Android

Não importa se seu smartphone foi perdido atrás do sofá ou em outro país: sua opção mais direta para encontrá-lo é o Gerenciador de Dispositivos Android – disponível em android.com/devicemanager. Ele permite aos usuários localizar e rastrear o aparelho, além de fazê-lo tocar um ringtone e, se necessário, apagar remotamente seus dados, tudo a partir de um navegador web.

É possível ver seu dispositivo num mapa em qualquer lugar do mundo. Se ele estiver próximo, clique no botão “Tocar”: o celular toca no volume máximo, mesmo se ele estiver no modo silencioso.

gerenciador dispositivos mensagem 2016

Também é possível ativar um bloqueio de senha, para que ninguém fique bisbilhotando seu celular – clique em “Bloquear”. Você ainda pode inserir uma mensagem na tela de bloqueio (“devolva meu celular!”), e até mesmo colocar um botão de telefone – assim, quem achou pode tocar nele e ligar para o número de sua escolha.

E se você descobrir que não poderá recuperá-lo, o Gerenciador permite apagar remotamente o conteúdo do dispositivo – clique em “Apagar”.

gerenciador dispositivos ativar 2016 (2)

No entanto, você precisa habilitar esta função antes: abra o app Config. Google, vá em Segurança e ative as opções “Localizar remotamente o dispositivo” e “Permitir bloqueio e limpeza remotos”. (Isso não adianta se você já tiver perdido o celular!)

O Gerenciador funciona no Android 2.2 ou superior.


avast antitheft

Avast Anti-Theft

Avast Anti-Theft tem os recursos básicos do Gerenciador de dispositivos Android, e traz alguns extras.

Você pode localizar seu dispositivo em um mapa, bloqueá-lo à distância, ativar um alarme sonoro em volume máximo, mostrar uma mensagem personalizada na tela, e também apagar todos os dados.

E tem mais: é possível renomear o Avast Anti-Theft para disfarçar o aplicativo; fazer seu smartphone ligar para um número específico sem acender a tela, e assim ouvir o local onde ele está; e receber por SMS o novo número do aparelho e seu local caso troquem o chip.

Tudo isso é gratuito. Há também uma versão paga com recursos mais avançados. Por exemplo, é possível tirar uma foto da pessoa que está tentando desbloquear o dispositivo após três tentativas; e configurar o smartphone para tomar medidas específicas (enviar localização ou soar um alarme) quando ele sair de um perímetro definido.


cerberus android

Cerberus

O Cerberus talvez seja o app antirroubo mais completo para Android. Ele tem todos os recursos básicos (rastrear, bloquear com um código, soar alarme, exibir mensagem na tela, apagar dados remotamente) e muito mais.

O app tira fotos, screenshots e até mesmo grava vídeos para identificar o ladrão; grava o áudio do microfone; e esconde o Cerberus na lista de apps. Ele também obtém informações sobre a rede celular e rede Wi-Fi na qual o dispositivo se conectar.

cerberus android 2

O app funciona mesmo se o dispositivo não tiver conexão à internet, porque o controle remoto pode ser feito através de SMS. Se o ladrão trocar o chip, tudo bem: o Cerberus envia o novo número para você.

Ele também pode executar ações automaticamente: por exemplo, enviar um e-mail com a foto do ladrão quando ele inserir o código incorreto. Em dispositivos Android com root, você pode até impedir que o app seja desinstalado, mesmo se o ladrão fizer reset.

O Cerberus funciona de graça por uma semana e depois cobra 4,99 euros (cerca de R$ 22) por uma licença vitalícia. Você pode usar essa licença em até 3 dispositivos.


lookout 2016

Lookout

Outra opção popular é o Lookout. Na verdade, ele é uma suíte de segurança que também inclui antivírus e backup.

A versão gratuita mapeia a localização do seu aparelho, e permite soar um alarme. Quando a bateria estiver baixa, ele salva automaticamente a localização de seu telefone.

Se você quiser mais recursos, terá que gastar dinheiro. A versão paga permite bloquear o aparelho, deixar uma mensagem personalizada, apagar remotamente seus dados, e receber uma “theftie” – um e-mail com a foto e o local de quem mexer no seu dispositivo. Ela custa US$ 2,99 por mês ou US$ 29,99 por ano.


Windows Phone/Windows 10 Mobile

localizar meu telefone windows

Localizar meu telefone

O Windows Phone tem um recurso embutido chamado Localizar meu Telefone. Ele permite localizar seu aparelho em um mapa, fazê-lo tocar (mesmo se estiver no modo silencioso), bloquear o celular e exibir uma mensagem – com suas informações de contato, por exemplo – para quem o tiver. Também é possível resetar seu aparelho e apagar todos os dados remotamente.

Antes de tudo, veja se este recurso está ativo no seu celular. Vá até Configurações > Localizar meu telefone (no Windows Phone 8) ou Configurações > Atualização e segurança > Localizar meu telefone (no Windows 10 Mobile).

Para encontrar seu smartphone, vá até account.microsoft.com/devices, faça login com sua conta da Microsoft, escolha o aparelho que você quer localizar e clique em “Localizar meu telefone”. Neste site, você também consegue localizar seus laptops com Windows 10.

Para fazer o smartphone tocar, clique em “Tocar” e siga as instruções. Para bloqueá-lo e mostrar uma mensagem na tela de bloqueio, clique em “Bloquear”. E para fazer reset remoto, clique em “Apagar”.


iOS

find my iphone

Buscar Meu iPhone

O serviço original de rastreamento para iOS ainda é a melhor opção. Este serviço gratuito localiza e rastreia o seu dispositivo Apple perdido ou roubado – não só iPhones, mas iPads e MacBooks também. Ele também faz o aparelho tocar um ringtone, exibe uma mensagem para quem encontrá-lo, e bloqueia ou limpa remotamente o aparelho por completo.

O serviço Buscar Meu iPhone funciona através do iCloud, então não é preciso instalar nada – ele já está embutido no iOS. No entanto, se você quer localizar seus outros dispositivos da Apple, há um app para isso: ele está disponível no iTunes. Também é possível acessá-lo via web.


prey 2016

Prey

Para uma proteção um pouco mais avançada, temos o Prey. Ele inclui recursos básicos: monitora seu dispositivo em um mapa; toca um alarme alto mesmo se o dispositivo estiver no silencioso; e exibe uma mensagem na tela.

Além disso, ele faz geolocalização usando tanto o GPS como o Wi-Fi; tira fotos usando a câmera frontal e traseira; e grava as informações da rede em que o dispositivo estiver conectado.

Ele está disponível de graça; para funções avançadas (criptografia SSL, suporte por e-mail) é preciso comprar um pacote anual in-app de US$ 30 ao ano.


Qualquer celular

Nem todas as situações de telefone perdido requerem um app completo para resolver: às vezes ele está debaixo de uma pilha de roupas, por exemplo. Pegue outro telefone emprestado e ligue para o seu.

Se não tiver um por perto, use um serviço de VoIP. Não é preciso comprar nem gastar créditos, e você pode usar o Google Hangouts, embutido no Gmail, para tanto.

hangouts fazer chamada pc gmail

No campo de bate-papo, clique no ícone do telefone. Caso necessário, instale o plugin para ligações – é bem rápido. Então siga as instruções:

– disque o número gratuito +1800-283-1055;

– disque 1 para receber instruções em português;

– disque 1 para ligar a cobrar;

– digite seu DDD e número de celular.

Este é um serviço da Embratel para que americanos liguem a cobrar para o Brasil. Cuidado para não atender o telefonema, ou será cobrada uma ligação a cobrar internacional, o que é bastante caro.

Se preferir, você pode baixar e instalar o Skype e seguir os mesmos passos acima. O Skype está embutido no Outlook.com, e você pode usá-lo instalando um plugin.

Prevenir é melhor que remediar

Por mais que estes apps e serviços sejam úteis, suas melhores chances de sucesso virão antes mesmo de você perder seu celular.

Coloque suas informações de contato em algum lugar no seu celular que seja facilmente acessível. Você pode colar fita crepe na traseira e escrever seu e-mail (só se você usar uma capinha!), ou colocar algo na tela de bloqueio, por exemplo. Isso melhora as chances de conseguir o celular de volta, pois quem o encontrar terá como entrar em contato.

Se possível, procure usar outro telefone quando sair para lugares em que você esteja mais propenso a perder seu celular. Se você tem um celular velho por aí, coloque seu chip nele, e seus amigos ainda poderão ligar para você – perder o celular não será um aborrecimento tão grande.

Em caso de roubo, bloqueie

Se você perdeu o celular de vez, faça o bloqueio da linha, e evite que o ladrão gaste seus créditos ou gere cobranças indevidas – basta ligar para sua operadora. Feito o bloqueio, você pode manter o serviço suspenso de 30 a 120 dias sem risco de perder o número.

Aproveite também para bloquear o IMEI do aparelho: trata-se de uma sequência numérica de 15 algarismos, encontrada na caixa ou na nota fiscal. Assim, o aparelho não consegue se registrar nas redes celulares, e por isso deixa de fazer e receber ligações.

Se possível, faça o seguinte agora mesmo: disque *#06# no seu celular e anote o IMEI em algum lugar difícil de perder (Evernote, OneNote, ou mande para si mesmo por e-mail).

Agora, basta ligar para a operadora. Como explicam Claro e Oi, não é preciso boletim de ocorrência, apenas o IMEI. Feito isso, ele entra no Cemi (Cadastro de Estações Móveis Impedidas), cadastro único que registra aparelhos roubados para impedir que eles sejam habilitados com novas linhas. Caso você recupere o aparelho, o desbloqueio só poderá ser feito em uma loja da operadora.

Infelizmente, é possível trocar um IMEI bloqueado por outro mapeado como legítimo, usando kits “que custam aproximadamente quinze dólares”, segundo a Teleco.


Não há uma solução única e perfeita para recuperar seu celular. Os apps e técnicas descritas acima lhe darão uma chance de reavê-lo, no entanto. Até lá, deixe seu telefone perto de você e não saia do bar sem ele.

O texto acima é uma versão atualizada deste post publicado em 2013. Foto por Chris Isherwood/Flickr

O post Como encontrar seu celular perdido apareceu primeiro em Gizmodo Brasil.










Categorias deste post: Sem categoria

Comentários fechados

Teorias da conspiração furadas dizem que o vírus Zika é uma arma biológica

Não faz nem uma semana desde que a Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou a microcefalia, ligada ao Zika vírus, uma emergência global, e teorias da conspiração já estão pipocando pela internet. Uma pandemia que acendeu uma discussão sobre direito a aborto e sobre uma guerra genética? A família Rockefeller só pode estar envolvida.

>>> O vírus zika pode estar causando paralisia em centenas de adultos no Brasil

Eis algumas “teorias” sobre a origem do vírus Zika, colhidas do bastião do discurso científico racional, também conhecido como internet.

Mosquitos geneticamente modificados/Oxitec

aedes-aegypt

Talvez o mais difundido dos rumores espalhados online é que o surto do Zika foi causado por mosquitos geneticamente modificados liberados por uma empresa de controle de insetos chamada Oxitec. É verdade que a Oxitec atua na área de criação de mosquitos geneticamente modificados, e também é verdade que a Oxitec conduziu testes desses insetos aqui no Brasil, mas aqui acaba o vínculo da teoria com a realidade.

>>> Mosquito geneticamente modificado é solto em Piracicaba para conter a dengue

Os mosquitos da Oxitec carregam um traço genético hereditário que torna qualquer um dos seus descendentes incapaz de sobreviver sem o antibiótico tetraciclina. Quando uma fêmea selvagem cruza com um macho geneticamente modificado, as larvas morrem antes de chegar à vida adulta. Para a teoria que envolve a Oxitec funcionar, um punhado de mosquitos geneticamente modificados tem que ter sido liberado com grandes quantidades de tetraciclina.

Além disso, a empresa de controles de insetos tinha um monte de vírus Zika guardados? E de alguma forma o epicentro do surto da Zika começou a centenas de quilômetros de onde a Oxitec estava conduzindo seus testes? Ainda por cima, em que mundo mosquitos programados para morrer são prováveis responsáveis por uma pandemia?

Essas são questões que não podem ser respondidas facilmente.

Experimentos com macacos dos Rockefeller/Illuminati

Você sabia que o governo dos EUA tem o vírus Zika em seus arquivos biológicos desde 1947? Você sabia que o vírus Zika foi originalmente isolado de macacos criado em um laboratório secreto da família Rockefeller e está disponível para venda online?

A ideia de que a epidemia atual do Zika tem como origem amostras obtidas a partir da American Type Culture Collection (ATCC) é uma categoria especial de paranoia. Sim, a ATCC possui conhecidas amostras de patogênicos em sua coleção de cultura biológica, e sim, o Zika está entre elas, e SIM, cientistas podem requisitar acesso a esses espécimes para fins de pesquisa. Mas não é exatamente como comprar uma pizza online. Se você fizer um pedido de qualquer espécime que for minimamente patogênico, precisa apresentar uma série de credenciais, e também precisa ter esses documentos legais assinados por representantes da sua instituição de pesquisa.

E de novo – podemos confiar em qualquer organização associada com o homem que afundou o Titanic?

Controle populacional/Vacinas/Bill Gates

bill-gates

Claro que é controle populacional – por qual outro motivo a principal vítima do vírus são as mulheres grávidas? E qual o melhor jeito de colocar o plano em prática do que através de vacinas?

Existem algumas versões diferentes dessa teoria espalhadas por aí, e é tudo um pouco nebuloso. Mas eis alguns “fatos” que coletei a partir de uma “pesquisa”:

– No fim de 2014, o governo brasileiro adicionou difteria, tétano e coqueluche à lista de vacinas de rotina para mulheres grávidas
– O vírus Zika se espalhou pelo país em 2015
– A fundação Bill and Melinda Gates recentemente lançou um programa para estudar as respostas imunológicas das mulheres grávidas às vacinas contra difteria, tétano e coqueluche. Supostamente, esse seria o “teste da segurança do regime de vacina”. No entanto:
– Bill Gates é um conhecido eugenista

Deixo vocês chegarem às suas próprias conclusões.

[Discovery News, Science Blogs]

O post Teorias da conspiração furadas dizem que o vírus Zika é uma arma biológica apareceu primeiro em Gizmodo Brasil.










Categorias deste post: Sem categoria

Comentários fechados